Ensaios e Novidades

Um pouco da vida e um pouco de autoconhecimento


Uma visão geral sobre a conjuntura

Uma visão geral sobre a conjuntura

    por Reinaldo Cordova
    Publicado em: 07/06/2020
    Categoria:

Baixar PDF do Ensaio     Imprimir o Ensaio     Compartilhar Ensaio

Falar em crise poderia tornar-se um lugar comum nos discursos, não fosse os estudos e análises realizadas por intelectuais das mais diversas áreas que se dedicaram a examinar esse conceito. Podemos ver autoridades, como Edmund Husserl, Hannah Arendt, Karol Wojtyla ou o historiador Reinhart Koselleck observando eventos e fenômenos a partir do que se significaria a enfermidade, a ruptura de processos e tradições. 

É evidente que o atual cenário pode ser visto por essa perspectiva, é válida desde que tenha fundamentação. Portanto, faço minha primeira inserção sobre a conjuntura. Há muitas pessoas, com milhares de seguidores ou com poucos que acham muito, que opinam em demasia, entretanto, sem a devida reflexão ou fundamento. Pensar e achar faz parte das atribuições do ser humano, mas apresentar-se como intelectual, como autoridade sobre um campo ou uma dimensão do saber requer calma, investigação e tempo para que as idéias sejam assentadas. A Summa não foi escrita de uma sentada, a Critica pura da razão tampouco.

Quando se recorre de maneira leviana ao lexema Crise para construir um argumento, no fundo o serviço prestado é de intensificá-la, assim podemos ler, quando recorremos à proposta de Husserl. Se há uma crise, ela se deve pela carência de reflexão pela pobreza de espírito intelectual. Dito isso, porque o achar passa a substituir o saber. Vemos nas redes sociais, pessoas que não se formaram, que não curtiram os neurônios nas folhas de livros impalatáveis, que se abstiveram de pesquisar sobre a ideia ou a proposta que lhe desagradava, que se ocultou das criticas dos pares. 

Essas pessoas que inventam títulos e formações, habilidades ou competências para em um processo de auto-afago. A crise da sociedade ou de pensamento, seria atribuída ao ímpeto de opinar sobre tudo e a todo momento. Para evitar esse vício, o sistema acadêmico contemporâneo desenvolveu algo muito interessante: a especialização. O especialista precisa ser respeitado, porque tem uma chancela institucional, social e comunitária de que sobre um campo ou uma dimensão do objeto de pesquisa é um experto. E isso é diferente de ter a verdade. Na Ciência não há verdade absoluta, mas aqueles que acham e opinião, trabalham como se soubessem a verdade sobre tudo.

Quando vemos uma pessoa que não deixa de inventar méritos e titulações, não só é ilegal, antes de disso é imoral. O desrespeito a deontologia é achincalhar a comunidade humana, que tanto investiu para construir a duríssimas penas, um sistema em que o pensamento fundamentado seja valorizado y respeitado. Atribuir-se um título é mentir à comunidade, porque se apresenta como um profissional consciente das normativas que regulam as práticas, para simplesmente tentar colar um achar, como um saber. 

A crise começa a se consolidar quando qualquer voz é apresentada e compartilhada como creditada de virtudes. Não é. As grandes mentes da humanidade não se atreveram a tratar sobre todos os fenômenos e objetos, mas inclusive aqueles que foram bastante arrojados como Tomás de Aquino partiram de uma base estável e consolidada, antes que de um arroubo opinativo. 

O saber ao contrário do achar é formado com método, com reflexão, com o tempo. Sem o método e a consolidação das reflexões, não se tem um saber, apenas um lampejo que poderia até chegar a algo, mas fica pelo meio do caminho, porque a pressa impediu a confrontação de linhas de pensamento ou visões divergentes sobre o mesmo objeto ou fenômeno.

Frente a essa leitura. Para ser historiador é preciso cumprir os ritos, respeitar as normativas e os métodos. Com ritos significa que precisa afastar-se do objeto, escrever sem envolvimento emocional, para que o resultado seja validado; normativa quer dizer que precisa respeitar os pares, ainda que discorde de suas conclusões, mas o caminho percorrido deve ser respeitado; submissão ao método é o mais essencial, partir da premissa de que a verdade é utópica, que as fontes devem falar por si mesmas, que os documentos precisam ser respeitados e que deve ser submetido aos pares, porque se apenas quem pensa igual aprova o resultado, significa que foi produzida uma apologia antes que ciência. Nesse caso, um achar infundado.

Aquele que inventa titulo de filósofo, teólogo, historiador ou jornalista é um inescrupuloso. Ademais sua opinião é invalidada por anacronismo, ao tentar colar a justificativa de que no passado não existiam titulações. Se quer ser reconhecido como palestrante, é preciso palestrar; se quer ser reconhecido como historiador é preciso produzir história (ciência). A crise se consolida quando se ignora os mais elementares atributos dos campos e dimensões do saber. 

Reinaldo Batista Cordovaé graduado em história, especialista em filosofia e mestre e doutor em História pela Universidad de Murcia (Espanha). É docente de educação básica e superior, pesquisador vinculado à grupos de pesquisa e atua nas áreas de filosofia, com destaque para o personalismo e a fenomenologia, e história, com destaque em história da igreja, história social e filosofia moral.


Fonte: CORDOVA, Reinaldo. Uma visão geral sobre a conjuntura. Esquina do Pensamento. Brasília, 07 de jun. de 2020. Disponível em: <http://www.esquinadopensamento.com.br/ensaios?id=64/uma-visao-geral-sobre-a-conjuntura>. Acessado em: 24 de out. de 2020.









Vídeos

Reflexões e ponderações em um mundo acelerado



COMO ANDA SUA SAÚDE PSICOLÓGICA? TEM REPARADO NISSO?
DEPRESSÃO, DEVEMOS FALAR SOBRE ISSO!
QUE DOR É ESSA QUE LEVA UMA PESSOA AO DESESPERO? VAMOS CONVERSAR SOBRE ISSO?






Ensaios e Novidades

Um pouco da vida e um pouco de autoconhecimento



Imagem de capa do card
por Paula Franco

Resenã de la película Infancia Clandestina
Un análisis de la película Infancia Clandestina, de...

Imagem de capa do card
por Reinaldo Cordova

A conjuntura Histórica
Em conversas informais eventualmente pode surgir uma  informação sobre algum evento ou...

Imagem de capa do card
por Paula Franco

Nuestra casa, América Latina
Hoy elegí temas dulces para el texto de español. Tengo ganas de escribir acerca de...

Imagem de capa do card
por Lucas Machado

Ágora 2.0: Ascensão do neopopulismo virtual
O retorno do populismo é um dos temas do momento - no...







Parcerias

Caminhando juntos vamos mais longe



Clínica Souza
Clínica Souza
Clínica Souza
Clínica Souza
Clínica Souza
Clínica Souza
Clínica Souza
Espanhol para Todos

Logo

© 2019. Esquina do Pensamento. Todos os direitos reservados.
contato@esquinadopensamento.com.br | (61) 99654-3653

Facebook             Facebook